quarta-feira, 27 de julho de 2016

Claustrofobia

Um dos maiores expoentes do Thrash Metal nacional desembarcará em Criciúma, a banda Claustrofobia.



O grupo foi formado no ano de 1994 na cidade de Leme-SP. Fora inicialmente formada por Marcus(Guitarra/Vocal), Alexandre(Guitarra), Caio(Bateria) e Daniel(Baixo) com o objetivo de fazer composições próprias e crescer no Thrash Metal.

A primeira demo fora lançada em 1995 denominada “Saint War”, esta contém quatro músicas, “Saint War”, “Screams Of Pain”, “Sk8” e “Pivete”.



Já sua segunda demo foi divulgada em 1996 com o nome de “Manifestações”, onde a música homônima se tornou um clássico do grupo, não podendo faltar em seus shows. O ep contou apenas com essa música que mais tarde sairia no próximo álbum.



Era cedo para falar de reconhecimento, mas era notável a visibilidade do grupo no estado e na região. E em 2000 lançaram seu primeiro álbum completo, o homônimo “Claustrofobia”. Com a ajuda da Destroyer os músicos apresentaram seu disco, que conta com 10 músicas, sendo elas “Terror And Chaos”, “Pivete”, “Be Buried Alive”, “Old World”, “Victims Of Cowardly”, “Life Or Death”, “You Deserved To die”, “Tabaco”, “Selva Urbana” e “Manifestações”. Neste álbum podemos destacar a faixa de abertura “Terror And Chaos” e “Tabaco” que ficariam muito tempo no setlist do grupo.



Em 2003 os músicos divulgam “Thrasher”, o disco full length foi o firmamento da banda na cena em nível nacional e mundial.  O cd já começa com uma destruição sonora e colocando o nome do Claustrobia como um dos mais pesados do Thrash no Brasil. O álbum foi produzido novamente pela Gravadora Destroyer e como no disco anterior mesclam-se músicas em inglês e em português, sempre regada de críticas sociais. “Thrasher” contém 10 músicas, “Thrasher”, “Born To Be Fight”, “Condemned”, “Insane Reality”, "Inside Out", “Enemy”, “Claustrofobia”, “Words From The Third World”, Manipulation(Corrosive Effect) e “Paga Pau”.



Dois anos depois divulgam o terceiro álbum, este denominado “Fulminant”. O disco novamente ficou brutal e conta com 13 músicas, “Desorder And Decay”, “Reality Show”, “Claustruth”, “Underground Party”, “It’s Not Enough To Exceeded... You Must Run Over”, “Terror Against Terror”, “Protective Hate”, “Witness”, “Roots Of Disease”, “Eu Quero É Que Se Foda”, “Necessary Evil(Napalm Death Cover)”, “Two Faced” e “Fact”. O mesmo contou com a participação de Alex Camargo(Krisiun) na canção “Fact” e de Andreas Kisser na “Eu Quero É Que Se Foda”.  Esse trabalho possibilitou à banda a excursionar pela Europa.



Após um tempo sem lançar materiais, o grupo divulgou em 2009 “I See Red”, o álbum conta com 13 canções, “Discharge”, “War Stomp”, “Minefield”, “Evil University”, “Alarm”, “Raining Shit”, “Don’t Kill The Future”, “Our Blood”, “Natural Terrorism”, “I See Red”, “Tiro De Meta”, “Subconscious In Flames”, e fecha com “Nóia”. O disco foi produzido em duas versões, uma para o Brasil e outra para o exterior. A versão gringa conta ainda com um cover do Sepultura, “Beneath The Remains”. O álbum se consolidou e perante este, nota-se cada vez mais o gradativo amadurecimento do grupo.



À contramão dos outros álbuns donde a maioria das músicas eram em inglês, os músicos lançam “Peste”, onde conta com 10 pedradas em português. O disco inicia com “Peste” e segue com “Metal Maloka”, “Bastardos do Brasil”, “Nota 6.66”, “Pinu Da Granada”, “Alegoria Do Sangue”, “Bicho Humano”, “Vida De Mentira”, “Caosfera” e “Viva”. Esse álbum é a obra-prima do grupo, pois muitas músicas se tornariam frequentes em seus shows.  Destacam-se as canções “Pinu da Granada”, “Peste”, “Metal Maloka”, a “Nota 6.66” onde mescla arranjos de metal ao samba, “Vida De Mentira” e “Bastardos do Brasil” que ganhou um videoclipe em 2014 e hoje conta com mais de 250.000 exibições no Youtube. Inúmeras críticas e um positivo reconhecimento do público devido a sonoridade técnica apresentada.



Em 2015 divulgaram o primeiro DVD intitulado “Visceral”, o próprio contém exibições ao vivo e um documentário dos 20 anos de carreira do grupo.



Há dois meses apresentaram a música “Paulada” que estará em seu próximo disco “Download Hatred”. Ela está disponibilizada com Lyric no Youtube.



Atualmente o grupo divulgou “Generalized World Infection” que conta com a participação de Moyses Kolesne(Krisiun)e também estará em seu próximo álbum.



É indiscutível que a banda se destaca no meio underground, apesar disso, o Claustrofobia ganhou maior destaque no exterior. Como consequência desta visibilidade o grupo já teve oportunidade de abrir shows para grandes nomes da música, como Kreator, In Flames, Napalm Death, Brujeria, Helmet, In Flames, Vader, Destruction, Ratos de Porão, Paul Di Anno (ex-vocalista do Iron Maiden), Soulfly, Krisiun e Hate Eternal (no Festival Setembro Negro). Também já marcaram presença em diversos programas de TV, na MTV com a divulgação do álbum “Thrasher” e apresentação dos programas Fúria MTV e UltraSom MTV. Além disso, a banda já se apresentou, juntamente com o Sepultura, no Programa Musikaos (TV Cultura), no quadro Novo Som do Brasil (Rede Globo) e também na 1ª Edição do Sepulfest.

Sábado dia 30, os músicos estarão em Criciúma no Inferno Metal Fest e prometem abalar as estruturas do evento, que contará também com as bandas Patria, DyingBreed, DayDream XI, Ch4arriot e Explícita Revolta.

O grupo é composto atualmente por Marcus D’Angelo(Vocal/Guitarra), Douglas Prado(Guitarra), Caio D’Angelo(Bateria) e Daniel Bonfogo(Baixo e Backing Vocal).

As plataformas virtuais dos músicos são as seguintes:




← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU LIKE

ESTATÍSTICAS