quinta-feira, 28 de julho de 2016

Patria

Brutalidade, arte, técnica e letras inteligentes. Isso define a banda mais esperada do evento.



Pátria é um grupo de Black Metal formado em 2008, original da cidade de Carlos Barbosa no Rio Grande do Sul. O projeto surgiu inicialmente a partir da ideia de Mantus e Triumphsword. O som da banda se destaca pela notável influência do estilo do Black Metal primordial da década de 90, período em que o gênero teve seu apogeu. Além disso, a sonoridade da banda também se mescla com características do Metal Extremo brasileiro.

Em 2008 a banda lançou a primeira Demo intitulada “Hills of Mist”, esta conta com as músicas “The Origin” e “Hills of Mist”.



 Em 2009 foi lançado o primeiro álbum da banda sob o título de Hymns of Victory and Death, o álbum conta com 8 faixas: “Darkness Arise”, “Hymns of Victory and Death”, “Old Blood Legacy”, “Unholy Cold Crypts”, “Here Comes the Winter”, “Third Circle”, “Immortal Hate” e “Patria”. 


Em 2010 fora lançado o EP Gloria Nox Aeterna, que conta com 6 faixas: “Culto das Sombras”, “The Forgotten One”, “Gloria Nox Aeterna”, “Shattered Silence”, “The Origin” e “Hills of Mist”. Ainda em 2010 foi lançado Sovereign Misanthropy, o segundo álbum da banda que possui as faixas: “Arson Cult”, “Sovereign Misanthropy”, “Choir of Damnation”, “At Darkest Night”, “Pest”, “Dying Dream”, “From the Solitude Veil”, “Season of Shadows” e “My Lady Princess of Hell (Songe D'Enfer cover)”.




Em 2010 o grupo lançou o videoclipe da música “Culto Das Sombras”. O clipe já alcançou a marca de 52.000 visualizações no Youtube.



Em 2011, produzido pela Drakkar Production, foi lançado o álbum “Liturgia Haeresis”, este possui 10 faixas, sendo um cover (assim como no álbum anterior): “Death's Empire Conqueror”, “Underworld Temple”, “Sons of Destiny”, “Nevoeiro”, “Transcendental”, “Legion Mortis Nostrae”, “Umbra Patri”, “Darkland Worship”, “Liturgia Haeresis” e “Black Winter Day (Amorphis Cover)”. 




Nihil Est Monastica álbum lançado em 2013 e também produzido pela Drakkar Productions conta com 12 faixas e um cover de Sarcófago como bonustrack: “Nihil Est Monastica”, “Conquering Death's Palace”, “Dark Cosmic Legend”, “Nyctophilia”, “Ravens Almighty”, “Altar”, “Sacro Vale dos Encantos”, “Ascendent of Darkness”, “Evoking the Ancient Spirits”, “Storm Before Eternity”, “Till Death”, “The Silence of the Thrones” e “Black Vomit (Sarcófago)”.





O último álbum da banda foi lançado pela gravadora norueguesa Indie Recordings. Individualism, lançado em 2014 conta com as faixas:  “Individualism”, “Blood Storm Prophecy”, “Uncrowned God of Light”, “Outrage”, “Orphan of Emptiness”, “Far Beyond the Scorn”, “Catharsis”, “Epiphany”, “Your Rotten Heart Dies Now”, “God's Entombment” e “Requiem for the Ego”. No disco nota-se claramente o amadurecimento dos músicos, que a cada música se torna mais pesado e mórbido, além do vocal mais cru.




A composição das músicas ocorre basicamente em estúdio durante o processo de gravação, no estúdio, melodia e letra são trabalhadas e neste momento cada membro do grupo tem a oportunidade de aprimorar sua parte na composição do instrumental. A temática das letras é voltada para beleza e poder da natureza e do universo em si. Além disso, exploram temas antirreligiosos e também voltados à misantropia, morte e dor.

O grupo procura se opor aos padrões da indústria musical, buscando trazer algo inovador ao se afastar dos grandes selos musicais e apelar para o lado profano, sujo, e underground da música.

A banda estará tocando em Criciúma no Inferno Metal Fest. Evento este que contará ainda com Claustrofobia, Daydream XI, DyingBreed, Ch4rriot e Explícita Revolta.


Os integrantes são T.Sword(Vocal), Mantus(Guitarra), Igniis Inferniis(Guitarra), Vulkan(Baixo) e Abyssius(Bateria).

As plataformas virtuais do grupo estão abaixo:




← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário