segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Spiritus Diaboli

Conheça uma das promessas do Metal Negro Catarinense.



A banda Spiritus Diaboli fora formada em 2010 na cidade de Corupá-SC, com o nome de Svart Sigatoka (Sigatoka é uma doença comum na bananeira, que é uma árvore símbolo do município e grande fonte da economia corupaense), munidos por um intuito de transpassar uma mensagem antirreligiosa na temática de suas composições.

Houve algumas reformulações e mudanças no nome do grupo. A banda passou-se a se chamar Sinfonia Das Trevas, termo este que condizia muito com seu instrumental técnico fúnebre e suas letras regadas pelo oculto.

Em 2012 devido a algumas modificações em seus integrantes, o grupo denominou-se Spiritus Diaboli, nome que mantêm até hoje. Anteriormente ocorreu um período de recesso devido a ausência de um baixista. Mas em junho de 2012 retornaram as atividades e ingressou L. Scarlet nos vocais da horda.

O ano de 2013 começou também com mudanças, e o último remanescente da formação original desligou-se da banda e deu lugar a Gustavo Goulart na bateria. Ao final do ano, os músicos entraram no processo de gravação de seu primeiro álbum.

Em 2014 divulgaram o disco homônimo “Spiritus Diaboli”, no qual conta com oito músicas, “Spiritus Diaboli”, “Acheron”, “Galgen”, “Blood Of The Devil”, “Rain”, “War”, “Curse Of The Widow” e “The Slender Man”. O álbum foi produzido de maneira independente e seus instrumentais são carregados de riffs pesados e suas letras abordam misticismo, esoterismo e satanismo.



Ao lançarem o full lentgh, simultaneamente o grupo publicou o videoclipe da faixa inicial “Spiritus Diaboli” no YouTube. O clipe contou com a edição de Lucas Krutsch e enaltece em suas imagens e takes de forma sombria, o espírito diabólico. O mesmo já alcançou quase 2.900 visualizações.



Agraciados pelo grande ano da banda, os músicos participaram da coletânea “Profana Colection I” com seu single “The Slender Man” que está na faixa 2. A coletânea ainda conta com 12 bandas, Southern Warfront, Dorsus, Sarkasmos, Imeperious Malevolence, Sodoma, South Legion, Vomitification, Sodamned, Forkill, Sastras, Zorates e Dark Emperor.

O baterista Gustavo (Behal) que havia acabado de gravar o disco, fora estudar geologia no Espirito Santo. E em seu lugar entrou BloodCult.

Atualmente o grupo reside em Jaraguá do Sul e está em desenvolvimento de faixas bônus para o lançamento do CD “Spiritus Diaboli” na Alemanha em versão LP. Para isso fecharam uma parceria com W.Wolf, sócio e fundador da revista alemã de Black Metal, “Cry Of The Wolf”. Ressalta-se ainda que foram contemplados a gravar a faixa “Woman Of Dark Desires” do Bathory para uma coletânea especial “Brazilian Tribute To Bathory”. O projeto está em espera e não foi definido a data de lançamento.

As influências da banda são Gorgoroth, Rotting Christ, Belphegor, Miasthenia, Impiedoso, Iron Maiden, Dissection, Absu, Angel Witch e Death.

Devido a visibilidade da horda perante a sua qualidade no meio do metal extremo catarinense, possibilitaram apresentações em importantes festivais como o Otacílio Rock Festival em Otacílio Costa-SC, III Overground Roots em Ascurra-SC, Rock In Hell Do Campo em Rio Do Campo-SC, 2°Winter Nights em Campos Novos, Oferenda Fest e Celebração Nos Bosques De Satã, ambos em Guaramirim e mais recentemente o Rock For Choice III em Jaraguá Do Sul.

Destaca-se para o dia 17/09 onde estarão no X Fear Fest em Porto Belo ao lado de consagradas bandas como Torture Squad, Nervochaos, Bode Preto, Axecuter, Leviaethan e mais nove grupos.


Os Integrantes são L. Scarlet (Vocal), T. Curwen (Guitarra), Santa Ceia (Guitarra), Shai-Hulud (Baixo) e BloodCult(Bateria).

A definição do som dos músicos é personificada na mensagem dos próprios:
“Influenciados nas guitarras pelo heavy metal, adicionando uma bateria agressiva e guturais femininos, temos a Spiritus Diaboli, um Black Metal mais técnico.”



Abaixo estão as plataformas virtuais:


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário