sábado, 25 de fevereiro de 2017

Maquinários - Intacto (Resenha)


Depois de lançar o Ep “Seis Milhas Para O Inferno” em 2013, o qual contou com quatro músicas, a banda chapecoense Maquinários divulgou em 2015 seu mais recente trabalho, um full length, denominado “Intacto”.

O mesmo possui nove músicas, sendo todas elas cantadas em português. A produção do álbum se deu pelos integrantes do Korzus, Marcelo Pompeu e Heros Trench, complementado à arte por Olivier DZO.

O álbum segue um estilo cru, mesclado a várias vertentes do Metal, sendo o Southern a mais influente. Abaixo está a resenha de cada música contida no disco:



A primeira já surge como um verdadeiro ícone da banda. “Um Grito Na Noite” segue uma abordagem clássica e obscura, mantendo riffs nervosos lineares. E em relação à composição, nota-se traços extremos entre o bem e o mal onde resultam em um intermúndio, sendo este uma consequência da adrenalina recorrida pelo eu lírico. A canção ganhou um videoclipe, e o mesmo obtém 42.000 visualizações no YouTube.



A segunda faixa “Desgovernado” traz consigo metáforas dos dois mundos expressadas por analogias sobre guerras intelectuais movidas pelo desespero. O sujeito apresentado pela música percorre caminhos árduos e se mostra disposto a enfrentar qualquer desafio sem medir as consequências. O instrumental tem variações, sendo ameno no início e gradativamente atinge uma sonoridade mais agressiva.


“Além Da Estrada” surge como uma canção destinada aos fiéis e amantes que vivem pelo Rock ‘n’ Roll. Ela busca assimilar sentimentos e realidades vivenciadas pelos roqueiros caracterizando assim esse estilo marcante e sem rótulos. Os riffs são mais intensos na introdução mas seguem uma linha firme em todo restante da canção.

A quarta música “Veneno, Sangue e Destroços”, ressalta questões psicológicas retratando demônios internos autodestrutivos que atuam na psique humana criando fagulhas e lutas pessoais. Novamente a presença de metáforas concomitantemente à letra. Referente ao instrumental, trata-se de uma mistura de Blues, Classic Rock e Rock ‘n’ Roll.

“Ignição” manifesta-se como uma canção tipicamente existencial, agregando a intensa significância da morte. Na mesma, pode-se compreender uma pessoa que se encontra em um cenário digladiador. A faixa é caracterizada por uma forte presença do vocal de Watson, e os riffs crus mesclando-se as baquetadas nervosas de Diego.  

A sexta música, intitulada “Vulto Negro” tornou-se carimbada nos shows da banda. Na faixa, há muitos resquícios herméticos relacionados a um possível inferno pessoal, descrito de forma metafórica a um espectro negro e a intensa forma das pessoas fingirem autocontrole. A sonoridade agressiva como sempre, evidencia ainda mais a peculiaridade dos solos e riffs trazidos pelo grupo.

A canção “Anjo ou Réu” é um pouco mais lenta, todavia tem um instrumental rico, podendo assim ter uma percepção mais pura sobre cada instrumento. A temática exibe o universo complexo existente na alma da mulher, que aqui é retratada como um ser que clama por vingança.

Uma das mais pesadas é “Seis Milhas Para O Inferno”, música esta que nomeou o Ep anterior.  Ela fala de uma realidade referente à distopia presente nos versos, “Cidade sangrenta, becos apertados, peito ofegante, bala encravada”.

A última faixa, a homônima “Intacto”, não poderia deixar de faltar. Uma vez que a mesma busca expor lados antagônicos de maneira que o ouvinte pode criar dois tipos de interpretações. A primeira opção seria de alguém resistente onde antepara todos os maus causados por um trauma, e o refrão traria consigo a firmeza da constatação, “Intacto, sôfrego e insano, intacto até morrer e vencer”. Contudo, a segunda visão seria um tanto incomum, tudo partiria de uma ironia, na qual os empecilhos apresentados se sobressairiam à força humana conforme citado no trecho, “Um confronto com o diabo, a disputa do poder, somos só olhos vendados, que julgam e não veem”. Em 2016, a música ganhou um Webclipe, gravado no Teatro Municipal de Chapecó.



Abaixo estão as mídias sociais:
Site: http://maquinariosoficial.com.br/





← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU LIKE

ESTATÍSTICAS