terça-feira, 25 de abril de 2017

Division Hell

Brutalidade advinda do Paraná



Curitiba é berço de grandes bandas de metal, e uma delas gradativamente vem ganhando seu espaço, trata-se da Division Hell. A banda fora formada no ano de 2010 por Ubour Tatara (Guitarra e Voz), Eduardo Oliveira (Bateria) e Gino Gaier (Baixo) munidos pelo ideal de juntar os estilos musicais de cada um e transformá-lo em um projeto. Os três trabalhavam juntos em uma loja de instrumentos musicais e chamaram o amigo Renato Rieche (Guitarra) para compor o elenco.

O nome “Division Hell” surgiu de uma bebedeira dos integrantes no qual fizeram o trocadilho com a música “The Division Bell” do Pink Floyd. Vale ressaltar que o grupo já teve outras designações como Black Emptness e Red Eyes.

As referências e influências musicais são vastas, incluindo nomes como Morbid Angel, Deicide, Gorefest, Dream Theater, Malevolent Creation, Sepultura, Krisiun, Slayer, Infernal, Sarcófago, Hecatomb, Dimmu Borgir e Behemoth além de clássicos como Led Zeppelin, Deep Purple, Black Sabbath e Judas Priest.

Em 2011, o grupo paranaense lançou seu primeiro trabalho, o EP “Apokaliptica” contendo três faixas, a homônima “Apokaliptica”, “Pray & Cry” e “Flesh Blood Desire”. A demo foi gravada de maneira independente e obteve grande visibilidade e aceitação da crítica.



Um ano depois, a banda divulgou dois videoclipes, das músicas “Apokaliptica” e “Flesh Blood Desire”, ambas vinculadas a um projeto denominado “Curitiba Metal Sound” que consistia em fazer a produção de doze clipes shows de seis bandas da cidade, Axecuter, Krucipha, Necropsya, Inflikted (Sepultura Tribute) e Unbound (A7x Tribute).




Em 2015, novamente os músicos entraram em estúdio. E no mesmo ano difundiram o primeiro full length, intitulado “Bleeding Hate” que contém nove faixas “Army Of the Dead”, “The Fable Of Salvation”, “World Khaos”, “Bleeding Hate”, “The Last Words”, “Holy Lies”, “Bleak”, “Waiting For The Exact Time” e “Crossing The Line”.  O mesmo teve seu lançamento pelo selo carioca Black Legion Productions.



Em abril do mesmo ano, a faixa homônima “Bleeding Hate” ganhou um videoclipe.  O clipe teve a produção do próprio grupo e traz uma sonoridade recheada de riffs agressivos alternados entre o vocal cru e ríspido de Ubour. A letra ressalta uma temática antirreligiosa e de descontentamento com o sistema clérigo. A canção possui 7500 visualizações no YouTube.



A abordagem das composições trata da guerra entre o bem e o mal, de protestos, contra a imposição da Igreja e seus dogmas. Cada canção expõe o sentido de indagação e questionamento além da liberdade individual e de escolha.

Atualmente o grupo está na estrada, todavia já estão no processo de composição do novo disco que poderá ser lançado no ano que vem.

A banda já dividiu palco com renomados grupos de metal como Khrophus, Imperious Malevolence, Endrah, Jailor, Amen Corner, Vader, Necrotério, Dead Infection e em junho farão o suporte para o poderoso Krisiun.

Os integrantes atuais são:  Ubour Tatara (Guitarra e Voz), Eduardo Oliveira (Bateria), Renato Rieche (Guitarra) e Felipe Franco (Baixista).

O grupo tem um recado para os leitores da Urussanga Rock Music:
”Um grande muito obrigado a você Guigo pelo espaço e oportunidade! Aos que acompanham nosso trabalho, outro enorme obrigado! Sigam-nos nas redes sociais, comprem materiais, vão aos shows quando possível, apoiem as bandas! Sem vocês fica tudo mais difícil! Estamos trabalhando em um novo álbum, e esperamos lança-lo em breve!
Hail Death Metal! ”

Agenda:
28/04 - Curitiba com Endrah e True, no 92 graus.
03/06 - Curitiba com Krisiun, Krophus e Blackened, no Jokers Pub.
10/06 - Dois Vizinhos/PR, Metal Chopp Fest.
12/08 - Curitiba, Bangers Beer Fest.
19/08 - Guaramirim, Hell Awaits Festival II.
08/12 – Maniacs Metal Meeting, em Rio Negrinho/SC.

Plataformas Virtuais:


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU LIKE

ESTATÍSTICAS