quinta-feira, 11 de maio de 2017

DxLxM (Depósito de Lixo Municipal)

Crossover/Grindcore advindo das terras gaúchas



 Em 2013, na cidade de Não-Me-Toque, três amigos, Alexandre Surkamp (Bateria), Pedro Brizola (Guitarra) e Eduardo Dos Santos (Baixo e Vocal) resolveram montar o grupo e denomina-lo Tripa Seca. Aos poucos houveram algumas reformulações, como a saída de Pedro, ingressão de Tamiris Heuert (Baixo) e a alteração a designação do grupo para Depósito de Lixo Municipal.

Dentre as referenciais musicais da banda, destaca-se nomes como Doom, Extreme Noise Terror, Napalm Death, Black Flag, Gangrena Gasosa e Test, porém a mais influente é Ratos de Porão.

A cognominação DxLxM (Depósito de Lixo Municipal) ocorreu de maneira simples, já que após a saída do guitarrista, houve a necessidade de mudar o nome. Um amigo dos integrantes, Daniel Kobra surgiu com a ideia atual, onde sempre foi um projeto do mesmo. O significado casou muito bem com a personificação da banda perante à sociedade, uma vez que os músicos eram lembrados como párias e não eram devidamente valorizados.

No ano de 2015, a banda lançou o primeiro EP, intitulado “Fúria Infinita”, onde contém quatro faixas, “Playboy Cuzão”, “Zumbis”, “Hell Pass” e “Rotina de Merda. A demo fora inteiramente gravada de forma independente.



Vale ressaltar que os músicos têm uma participação na Coletânea Roadie Metal.

Atualmente o grupo está no desenvolvimento do primeiro videoclipe e também estão para divulgar uma Split com a lendária banda Agathocles, no qual sairá dentro de alguns meses. Inclusive em 2016 foi difundida a canção “Genocídio Negro”, single que fará parte do novo material.



A DxLxM traz em suas canções, temáticas que buscam enfatizar preconceitos existentes no âmbito social como racismo, política e religião com o propósito de lutar contra esses respectivos problemas.

A banda já se apresentou em grandes eventos e festivais como o Destroyer Fest em Passo Fundo – RS ao lado da Test e dividiram o palco com um dos grupos pioneiros do RS, a Gladiator que sempre apoia e fortalece a cena com o Mosh To Die e com o  Violent Noise, além do pessoal da Casa Da Montanha, fortemente enraizados no underground.

Formação:
Eduardo (Baixo e Vocal)
Evandro Zé Soarez (Guitarra)
Alexandre (Bateria)



O Power Trio tem um recado:
“Sempre lute pelo que você acredita, seja verdadeiro no que faz, corra atrás do que é seu, não deixe que vermes te governem e te digam o que fazer. E principalmente vamos nos unir, pois é isso que nos tornará mais fortes. ”

Agenda:
03/06: Flex Your Head Festival em Lages

Plataformas Virtuais:
Bandcamp: https://dxlxm.bandcamp.com/releases
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário