quarta-feira, 12 de julho de 2017

Lacrimae Tenebris

Doom Metal originário da capital paranaense



A Lacrimae Tenebris surgiu no segundo semestre de 2016, na cidade de Curitiba. O grupo iniciou suas atividades com Timóteo (Vocal e Guitarra), Max (Bateria) e Felipe Franco (Baixo), o trabalho é baseado em músicas autorais relevantes e bem pesadas, ingressando referências sonoras de Death/Black Metal e até Djent.

De acordo com a própria banda, o som explícito não é considerado um experimental já que possui uma pluralidade de elementos distintos na linguagem sonora. Ou seja, muito grave, celeridade e agressividade em cada riff. Os músicos visam construir algo que agrade os amantes do metal extremo.

As influências musicais do grupo são distintas como Paradise Lost, Swallow The Sun, Virgin Black, Katatonia, Dimmu Borgir, Behemoth, Samael, Feshgod Apocalypse, WhiteChapel, Meshuggah, Animal As Leader entre outras vertentes.

A designação “Lacrimae Tenebris” se deu pela proposta do som, sonora e lírica. A abordagem que os músicos trazem criam uma atmosfera mórbida e obscura pelas perdas e dores, intensificando-se ainda mais. Em outras palavras pode-se dizer uma melancolia e misantropia em relação ao ser humano de maneira poética assim como o real significado da cognominação, em latim “Lágrimas da Escuridão”.

Atualmente os músicos estão no processo de finalização de um single que tem previsão de lançamento para esse mês ainda. E até o final desse ano, os curitibanos planejam concluir o desenvolvimento do primeiro álbum.

As características das letras percorrem caminhos da depressão, amor, conflito com o ser humano, ódio, da vida e morte.

O primeiro show da banda foi no Rock In Hell Do Campo na cidade de Rio do Campo o qual contou com 18 grupos.

Agenda:
Agosto: Eclipse Doom Festival (Joinvile – SC)
Outubro: Frain Hell (Lages – SC)
Dezembro: MiniTour com Dying Sufocation e The Cross (SC, RS e PR)

O grupo tem um recado:

“Lacrimae Tenebris é um grupo de músicos que amam o som, e amam a cena, e continuamos a trabalhar por isso. Gostaria que esse sentimento fosse mais amplo, que as pessoas abraçassem mais o trampo e valorizasse mais também, para que as inúmeras bandas de qualidade que temos por aqui tenham mais espaço e condições, e a galera tenha cada vez mais shows e festivais, e cada vez melhores. Como banda independente, deixamos um agradecimento pesado à tantos que já nos apoiaram até aqui e que apoiam e trabalham pela cena. ”

Plataformas Virtuais:


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU LIKE

ESTATÍSTICAS