domingo, 1 de outubro de 2017

Desalento: Consternação adquirida através da brutalidade

Em 2016 na capital do Planalto Serrano surgiu a Desalento donde cinco jovens, Leandro Flores no vocal (Flores Do Holocausto), Celito na guitarra (Crise Geral), Edgar Luciano no baixo (Septikós), Rafael Tizatto na guitarra (Septikós/Neófito) e Felipe Córdova na bateria (Nosegrind/70’30) se reuniram com o objetivo mútuo de criar um projeto que impulsionasse reflexões acerca da ascensão do conservadorismo e da repugnância dos músicos com o respectivo assunto, além da repulsão aos senhores da guerra.



As influências musicais do grupo são vastas uma vez que o instrumental traz à tona um Crust Melancólico carregado por riffs rápidos. Partindo desse pressuposto, as maiores referências são Fall Of Efrafa, Tragedy, Ekkaia, Desaster entre outros nomes.

A designação condiz com as análises referente a alienações do cotidiano. Devido a isso a Desalento torna uma forma de lirismo que fomenta assuntos sociais ao exibir em suas composições o descontentamento com a justiça e com a sociedade em geral. A luta em defesa das minorias é outro fator importante para o desenvolvimento das letras dos lageanos que estão na produção do primeiro material autoral.

Em pouco tempo de trajetória o grupo já conseguiu realizar apresentações em grandes locais do underground serrano como o Macaco Astronauta Pub, o Fatboo Studios e no evento Santana’s Sunday, além de tocar no SomaFest em Porto Belo – SC.

Agenda:
21/10/ Misanthropic Fest
?     ?    Florianópolis - SC
?      ?   Rio do Sul – SC

Formação Atual:
Leandro Flores (Vocal)
Edgar Luciano (Baixo)
Celito (Guitarra)
Rafael Tizatto (Guitarra)
Felipe Córdova (Bateria)


Plataformas Virtuais:

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU LIKE

ESTATÍSTICAS