quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Black Days: Em sua nova tour, banda retorna ao Sul para quatro shows

Com cinco anos de estrada e com um nome fincado no cenário do underground brasileiro, a Black Days carrega consigo a solidez e a experiência através dos seus respectivos trabalhos.

Foto Divulgação
O grupo nos concedeu uma entrevista e explanou sobre sua nova tour no Sul do Brasil, que com o apoio da Brasa Produtora, Trececompany e Monster Energy passará por quatro cidades.

A banda iniciou no final de 2014 e reuniu integrantes de grandes nomes do cenário underground atual, como o Gloria, o Savant Inc. e o Every Man is an Island. Quais os principais aditivos que cada um trouxe desses outros grupos para o projeto?
Black Days: O que mais conta na nossa nova pegada de som, é que cada um carrega consigo não só um gênero musical, mas sim muitos, todos na banda são muito versáteis e isso nos possibilita uma perspectiva maior sobre o assunto música.

O disco “Entidade” personificou o amadurecimento do trabalho de vocês, mais peso, mais coesão e bem diferente do Ep. Como foi o desenvolvimento da produção do material?
Black Days: Esse momento de criação e produção é maravilhoso e nos uniu muito, a maioria dos sons tipo (todos) fomos nós que produzimos, mas a visão final foi dada pelo Joao Milliet que deu a vida para cada faixa.

Em 2018, vocês juntamente do Bullet Bane deram início ao Coletivo Rajada que depois obteve a ingressão do Bayside Kings, do Manual e da Ponto Nulo No Céu. Quais são os principais resultados obtidos dessa parceria?
Black Days: Tocar para o público de outras bandas é muito bom para nós, porque aprendemos como cada rolê funciona, o Coletivo veio de uma conversa inicial das bandas e prosperou até o evento que aconteceu, no final de dezembro 2018/2019.

Durante a última passagem por Santa Catarina, vocês dividiram palco com o Ponto Nulo No Céu. E depois de um ano retorna para o Sul do Brasil, novamente com a parceria do Brasa Prods. Qual a expectativa para a nova mini tour?
Black Days: Nós fazemos esse trajeto para o Sul desde 2016 e a cada ida, nós sentimos cada vez mais o envolvimento da galera conosco e isso é incrível! De verdade.

Cartaz
Nessa tour o ânimo está ó...lááá em cima! Estamos sendo respaldados com a produção do BrasaProds e Trececompany + Monster, que dão todo apoio e suporte para que essa tour aconteça da melhor forma possível, criando uma experiência massa para quem vai nos shows.

Sabemos que São Paulo é um forte eixo da música nacional e as novas turnês tem se estendido para muito além do estado. Quais as principais diferenças entre o cenário underground pelas regiões que têm passado?
Black Days: É muito louco como cada rolê acontece de forma diferente. Em cada cidade que vamos, tipo interior de SP, na verdade no interior em geral, tudo é mais tranquilo (só não o bate cabeça rs) já em SP a gente precisa divulgar muito! Porque é certeza de outro evento no dia hahaha

Diferentemente, Floripa sempre teve a galera mais paz possível dentro da casa de show, a gente acaba se envolvendo com eles antes mesmo do show acontecer, criando assim um laço forte que cria o clima perfeito para quando entramos no palco.

Uma das peculiaridades do Black Days, é o fato do grupo investir em produção audiovisual. Vocês possuem vários videoclipes e trabalhos no YouTube, tais como a recente “Saturado”. Como vocês avaliam a difusão dos respectivos materiais audiovisuais? Qual a importância disso para o portfólio da banda?
Black Days: Imaginem só vocês que tocam, terem uma banda com quem faz foto, vídeo, mídias sociais, produção musical e produção para audiovisual? Perfeito né? Nós temos a felicidade de trabalharmos em paralelo à banda, com o digamos “audiovisual e produção” nós sentimos a necessidade de sempre vincularmos nossas músicas com os vídeos e outros materiais, tipo nosso merch.

Isso vem natural da gente e o melhor, temos muitos amigos que acreditam no nosso trampo e dão a maior força! Acreditamos também que todas as bandas devem mostrar suas músicas, através de bons vídeos (mesmo que de baixo custo).

Para os novos projetos, há algo concreto em desenvolvimento?
Black Days: Sim! Gravamos um single em dezembro de 2019, no estúdio do Dudu Borges, que grava vários artistas mainstream da atualidade em um projeto chamado “Start”. O single é intitulado como “Sorriso Falso”.


Atualmente estamos em produção de mais videoclipes e lives do “Entidade” e bem possível de subirmos um, até o final de março!

Formação Atual.
Bruno Figueiredo (Vocal)
João Bonafé (Baixo e Vocal)
Murilo Amancio (Guitarra)
Vitor Peracetta (Bateria)

Plataformas Virtuais.

Um recado para quem acompanha a Urussanga Rock Music.
Black Days: Muito legal esse espaço que vocês dão para as bandas nacionais, é isso que faz a cena continuar!

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU LIKE

ESTATÍSTICAS