domingo, 1 de março de 2020

Deathkult Warfest: Caos e a heresia são marcas da sexta edição do festival

No próximo sábado (07), vai acontecer na cidade de Pomerode- SC, um dos maiores festivais de Metal Extremo catarinense, trata-se do Deathkult Warfest. O evento organizado por Leandro Brugnago chega a sua sexta edição e se consolida como um dos mais obscuros fests do estado.


Com dez bandas de vários estilos distintos, como Black Metal, Death Metal e Grindcore, o Deathkult é a personificação da celebração do Metal Negro. Todas as suas características tendem as incumbências da liberdade individual, ausência de qualquer dogma ou doutrina, estrondos de riffs agressivos e preservação do caos como meio de transformação sociocultural.    

Um dos nomes mais influentes da Bolívia, a Kulto Maldito se apresenta pela primeira vez em terras catarinenses e promete incendiar as estruturas do Wox Club. O grupo carrega o âmago da luxuria e suas especificidades através de 13 materiais divulgados, cabendo destaque aos clássicos “Kulto a La Bestia” e “Diaboliko”.


Com sete anos de atividade e proveniente de Ciudad Del Este- Paraguai, a banda Verthebral esboça um Death Metal com pinceladas da velha fúria noventista e com riffs totalmente crus. O grupo mantém em sua discografia três trabalhos, sendo dois discos, “Regeneration” e “Abysmal Decay”.

A Grave Desecrator do Rio de Janeiro- RJ carrega 22 anos de história e mescla o peso habitual, a blasfêmia e a potencialidade do seu instrumental. Um dos mais notáveis grupos do underground nacional, a banda já lançou treze materiais, entre demos, eps, splits e full length. A sua obra-prima “Sign Of Doom” divulgada em 2006 tem os ingredientes corretos para a catástrofe extrema.


Originária de Goiânia- GO, a horda Heia exibe um Black Metal cru, sem firulas com a presença de riffs incômodos e agressivos. Os músicos trazem consigo a misantropia, tanto no visual totalmente performático, quanto a cada verso proferido pelo vocalista Místico. Seus discos “Magia Negra” e “Ritos Noturnas” a colocaram em um patamar de destaque entre outros grupos do estilo. Recentemente, os goianos difundiram um live álbum denominado “Maldicion De La Serpiente”.

Composta por músicos conhecidos e experientes do cenário extremo, a The Black Spade de São Paulo- SP se considera “não uma banda, mas uma manifestação de seres pela qual a magia noturna e antiga prevalece...” O grupo referencia as raízes do Black Metal e toda a sua atmosfera caótica, sombria e fúnebre. Em 2018, os paulistanos divulgaram “Sangvis et Honor”, seu primeiro Ep.

Mais Gore do que nunca, a Offal de Curitiba- PR volta à SC com toda a perversão e brutalidade possível. A cada música reproduzida pelos paranaenses, a certeza de um estrondo sonoro, de um vocal grave rasgado e de um instrumental célere. O grupo já divulgou três álbuns, “Offal”, “Macabre Rampages And Splatter Savages” e o último “Horrorfield”, de 2015.


A sul-mato-grossense Totemtabu exibe um Death/Black Metal com composições totalmente anticristãs e hereges. Em 2012, o grupo lançou a demo “Novena das Quimeras”, quatro anos depois a split “Oráculo de Fezes/Pentáculo de Crânio” e no ano passado o Ep “Não”.

A Sacrilegium é uma das três representantes catarinenses. A banda de Death Metal formada em Rio Negrinho é um Power Trio, que enfatiza o peso e o caos. Há quatorze anos, os músicos difundiam o Ep “Blasphemy Forever”.

A Infernal War 666 vem das terras frígidas e obscuras da Serra Catarinense. A banda lageana mais antiga de Metal Extremo, surge para destruir os pilares tradicionais e conservadores da sociedade atual e dos políticos fundamentalistas.  Envolvendo seu público a uma heresia ímpar, o grupo carrega dois grandes clássicos, “Hail To The Gods Of That World” e “Satanic Truth/Venomous Eternally”.


Também quebrando as mazelas do fascismo e suas vertentes, a Sengaya de São José- SC é única, brutal e totalmente violenta. Os músicos mostram que o Grindcore e o Death Metal podem se convergir e formar uma verdadeira explosão, de riffs agressivos e dos vocais rasgados e ríspidos. Em sua discografia, o grupo já possui dois full length “Grindcore Attack” e “Tempos Sombrios”. 

Dia: 07 de Março
Ingressos: 150,00
Local: Wox, Pomerode - SC

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU LIKE

ESTATÍSTICAS