segunda-feira, 22 de março de 2021

Zalaam: “Carnales” esboça o Black Metal em seu sentido mais cru e primitivo

Uma junção de dois músicos, de duas regiões distintas do país fez emanar um projeto totalmente audacioso e que remetesse aos tempos áureos do Black Metal cru e inescrupulosamente mórbido dos anos 90.

"Carnales"

A Zalaam foi criada por dois grandes músicos. O primeiro representando, as frígidas terras da Serra Catarinense, Imperious Nokturno, frontman de bandas como The Torment Horde, Sarkasmos, Despair Shadow Void e também passagem como vocalista da Infernal War 666 e Drakkar, originário da cálida região do Centro Oeste brasileiro e mentor dos projetos Luxuria de Lilith e Lua Negra.

Inspirados por bandas clássicas do Black Metal, como Venom, Bathory, Darkthrone e Mayhem, o duo desenvolveu a ideia, que já estava pleiteada há tempos, de se unir e mutuamente colocar seus sentimentos mais sombrios em forma de música.

No ano de 2019, Drakkar se locomoveu de Goiânia- GO para Lages- SC, afim de dar continuidade ao projeto. Com isso, foi feita uma entrevista conosco, no estúdio da Despair Shadow Void. Lá, o grupo pode explicitar todo o desenrolar, do projeto, que até então, ganhava corpo.

Mais de um ano após o encontro, chegou a vez de Imperius Nokturno conhecer a capital goiana, e no município puderam gravar e lançar materiais para a difusão. Recentemente, a Zalaam divulgou em seu canal no YouTube, uma série de três episódios sobre o desenvolvimento do primeiro Ep, o encontro dos músicos em ambas as cidades e as características que cada um pode conhecer, para levar como aprendizado.

Com uma capa que remete totalmente ao estilo primitivo, sombrio e uma peculiaridade de esboçar ao preto e branco, a natureza em seu âmago mais inóspito, o Ep “Carnales” foi lançado. Com quatro canções, o material foi produzido de forma independente.

A homônima “Carnales” abre o disco e insere tudo aquilo que fora prometido, na proposta inicial, um som sujo, sem firulas e devastador. A segunda faixa “Nightmares Of Shadows”, lembra muito o Dissection em sua fase mais ríspida. Vocais graves, monólogo e riffs com a devida rispidez, são características da mesma. A canção “Strengthened in Unholy Darkness” é a mais longa e carrega, uma sonoridade mais trabalhada, porém com a adição de um instrumental mais agressivo, em seu decorrer. A última faixa é “The Black Cold Of a Foggy Winter”, um prato cheio para os amantes do estilo, pois os riffs são mais densos e carregados de peso.

As letras do álbum carregam vários significados, enquanto algumas perambulam as sensações mais soturnas possíveis, como a blasfêmia e a heresia, outras esboçam o mundo obscuro e o poder com que a atmosfera gélida tem, na composição das canções de Black Metal, o que nesse ponto com muita criatividade, o projeto fecha ao exibir o clima frio e sombrio das terras do Planalto Serrano catarinense.

Formação 

Imperius Nockturno (Vocal)

Alysson Drakkar (Todos os instrumentos)

 

Zalaam

Plataformas Virtuais:

Facebook

Instagram

YouTube


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU LIKE

ESTATÍSTICAS