sexta-feira, 23 de abril de 2021

Colher de Chá: O Sul Catarinense fica órfão de uma de suas principais casas de shows

Uma das maiores casas do underground catarinense fechará as portas. Por seis anos, a Casa de Arte e Cultura Colher de Chá foi um dos principais espaços para os boêmios, ativistas culturais, roqueiros e artistas sul catarinenses.

Foto/Divulgação

O casal Juliana Waterkemper e Alex Pizzetti sempre respiraram arte. E com a junção dos gostos mútuos pela música, surgira no final de 2014, o Colher de Chá. Dali em diante, Fresno, Cachorro Grande, Sepultura, Angra, Mato Seco, Acusticos e Valvulados, Djonga, Dazaranha, Dead Fish, Esteban Tavares, Tequila Baby, entre outros grupos se apresentaram nos palcos içarenses.

Além dos grandes nomes, o Colher dava oportunidade às bandas autorais da região, pois o pub era um assíduo apoiador e investidor do cenário independente. As festas típicas idealizadas pela casa serão eternizadas, desde a diversão do St Patricks Day, o arraiá do São João, o agitado bloquinho de Carnaval e o versátil e estiloso Salem.

Foto/Divulgação

A pandemia foi um dos principais agravantes para o encerramento das atividades do pub, pois o mesmo ficou seis meses fechado devido às medidas restritivas. Depois desse período, o casal tentou se adaptar e criar novos meios para tentar driblar a falta de shows, a aposta na gastronomia foi uma delas, uma vez que, passaram a criar novos pratos, principalmente no âmbito vegano/vegetariano e da gastronomia latina.

Todos que conheceram/conheciam o Colher de Chá levava-o em seu coração, era um lugar único, surreal, de uma atmosfera espetacular. Ali mesmo, era possível encontrar velhos amigos, conhecer novas pessoas, apreciar o trabalho de um artista independente e usufruir da hospitalidade e do aconchego da casa mais querida da cidade.

Em 2020, o pub foi um dos responsáveis para a criação do Bradamundo, festival multicultural que levou centenas de pessoas a acampar na cidade de Santa Rosa do Sul e aproveitar mais de 40 bandas brasileiras, sendo de uma ampla miscelânea de ritmos e estilos.

Foto por Juli Marques

De acordo com uma entrevista que um dos proprietários, Alex Pizzetti, cedeu ao Portal Litoral Sul recentemente: “Em 2022 vamos iniciar os trabalhos como produtora. Vamos fazer shows nacionais, festivais, inclusive já temos alguns programados, festas temáticas e produção de bandas com músicas autorais”.

Para quem deseja se despedir do local, nesse final de semana vai acontecer a última programação. Então com todo o cuidado, respeitando todas as medidas e sinalizações, o Colher de Chá convida para seu último final de semana.

Sexta-Feira 23/04 (Cama Brasileira)

Sábado 24/04 (Paulo Roberto, Duo Oito e Lady Die)

Domingo 25/04 (Redneck e Zinugi)


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU LIKE

ESTATÍSTICAS